Hexarena - GUEDESPINTO associados

Imagem de nossos trabalhos Imagem de nossos trabalhos Imagem de nossos trabalhos Imagem de nossos trabalhos Imagem de nossos trabalhos

Hexarena

O que é Hexarena?

Hexarena é um inédito conceito de estádio de futebol. Este inédito conceito não tem qualquer conotação com aspectos estéticos, plásticos e externos, que tem sido prática comum, em todos os modernos estádios recém implantados ao redor do mundo.

O novo conceito, denominado Hexarena, tem primordial preocupação com o interior, com o espectador, com sua visibilidade em relação ao espetáculo, sem pontos negros, com simplicidade absoluta quanto aos deslocamentos dos espectadores (entradas e saídas), com economia, sem anéis superiores encarecendo a estrutura e a construção. A economia é acentuadamente grande, pela simplicidade estrutural e conceitual. A venda antecipada de camarotes – todos com sanitário individual – em número de 276 e em regime de comodato de 12 anos, propiciará receita capaz de suprir de 70% a 100% o custo da construção.

O estádio Hexarena é composto por seis anfiteatros fechando o perímetro destinado a acomodação dos espectadores: quatro nos quatro "cantos" do campo e dois no centro. Estes anfiteatros são implantados saindo da proximidade do campo, se afastam em curva, e retornam à proximidade, também em curva, e assim sucessivamente. Com esta solução inédita, o espectador não se afasta indefinidamente das linhas do campo, mantendo sempre uma proximidade conveniente e desejável, permitindo uma visibilidade plena em qualquer lugar; além de se colocarem mais assentos nas fileiras sinuosas do que nas soluções tradicionais, ora retilíneas, ora curvas de grande raio. Ao privilegiar-se, por igual, os quatro cantos do campo, além do meio, cabe fazer uma breve referência ao esporte "futebol": nasceu amador e virou profissional.

Com a profissionalização vieram as táticas, o preparo físico, a concentração, as dietas alimentares, os centros de treinamento, as conferências de imprensa, futebol rico e pujante em todos os sentidos. E a forma (o jeito) de jogar mudou nas mesmas proporções. E com isso, o espetáculo que se vê hoje, propicia os lances mais excitantes, mais belos, mais inteligentes, mais surpreendentes, mais culminantes exatamente do meio de cada metade do campo até à linha de gol.

Os estádios tradicionais, da era do futebol amador até hoje, internamente, sempre privilegiam do ponto de vista do espectador, o centro do campo. Onde pouca coisa interessante acontece hoje em dia, durante o espetáculo futebolístico. Para privilegiar a total visibilidade nos limites do retângulo do jogo e, também, em nome da segurança total, a primeira fila de espectadores situa-se a uma altura de 3,20m em relação ao nível do gramado do campo, criando um vazio em toda a sua periferia. Haverá um anel de circulação e distribuição horizontal no meio da platéia. Na saída do evento, todos os espectadores descem de seus lugares para este anel e para o nível térreo. A saída será, assim, de fácil leitura e com muita fluidez.

Os camarotes, colocados em dois níveis e com acessos independentes, em número de 276, são todos privilegiados e muito confortáveis, o que permitirá uma comercialização muito favorável e contribuirá com receita antecipada, para execução da obra. Existirá um pavimento intermediário, sob a estrutura do estádio, que conterá todos os itens de apoio ao espectador e ao empreendimento, tais como: sanitários, lanchonetes, posto de pronto atendimento à saúde, posto policial, lojas, farmácia, administração, etc. As demais áreas disponíveis em baixo e acima do nível referido de 3,20m, serão ocupadas com salas para ensino, salas para convenções e eventos e postos de saúde, etc. tudo para atendimento à população lindeira ao estádio, bem como acessos de entrada e saída do público.

© 2008 all rights reserved | Guedes Pinto Associados